Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Posto de Atribuição de Missões
Hoje à(s) 18:31 por Benisuzume

» [Criações] Kai
Hoje à(s) 18:21 por Hatake Iori

» [Criações] Benisuzume
Hoje à(s) 18:21 por Hatake Iori

» Caverna Ryūchi
Hoje à(s) 18:19 por Ichi

» Templo Chimei-Tekina
Hoje à(s) 18:16 por Benisuzume

» Florestas e Bosques
Hoje à(s) 17:58 por Fiora

» Banco de Atualizações Gerais
Hoje à(s) 17:39 por Wa_Shiranai

» Portões de Konoha
Hoje à(s) 17:26 por Nash Gold

» Criações da Haruno
Hoje à(s) 17:11 por Anzen

» Posto de Atribuição de Missões
Hoje à(s) 17:01 por Nash Gold

» Ponte das Fronteiras
Hoje à(s) 17:01 por Nash Gold

» Criações da Esgrimista
Hoje à(s) 16:04 por Hatake Iori

» Parque Público
Hoje à(s) 16:02 por Nash Gold

» [CRIAÇÕES] Shira-chan
Hoje à(s) 16:00 por Hatake Iori

» Criações - Hisoka Kurayami
Hoje à(s) 15:59 por Hatake Iori

Acesso Rápido
Quem está conectado
5 usuários online :: 4 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 1 Visitante :: 1 Motor de busca

Bartho, Benisuzume, Deijin, Lauts

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 58 em 30/11/2017, 22:25
Calendário do RPG
Primavera

Estação: Primavera
Ano: X020
Procurados
Parceiros
http://pt-br.naruto.wikia.com/wiki/Wiki_Naruto
RPG - Hogwarts SchoolFórum grátisShinki RPGPokéMytushttp://www.heroisdoolimporpg.com/Pokémon Agenda RPGhttp://poke-mythical.forumeiros.com/http://narutorpgakatsuki.com.br/

Nosso Banner









mensagens recentes
ambientação


novidades
00/00
Novidade número um,
00/00
Novidade número dois,
00/00
Novidade número três,
00/00
Novidade número quatro,
00/00
Novidade número cinco,
00/00
Novidade número seis,
00/00
Novidade número sete,,
00/00
Novidade número oito,
00/00
Novidade número nove,
00/00
Novidade número dez,
00/00
Novidade número onze,
00/00
Novidade numero doze,
acesso rápido

Casa da Hana

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 2/1/2016, 22:47






A casa seguie o mesmo padrão das demais casas de Konohagakure No Sato.
Simples, com dois quartos, duas salas, uma varanda e dois banheiros.
Todas as paredes possuiem uma cor brancas, com pisos feito a madeira de eucalipto.
Lá se encontrava a mãe de Hana que sempre mantia a casa limpa.
Além de ser uma boa mãe não era muito valorizada, tendo o quarto todo relaxado pela filha que era desbocada com ela que as vezes até os vizinhos botavam a cabeça para fora da janela e no outro dia saírem fofocando por ae.
O pai de Sakura era um homem batalhador que sempre tentava por comida na casa, era pais perfeitos que faziam tudo pelos filhos mais não eram reconhecidos totalmente assim por Hana, uma garota que era um pouco polêmica nas fofocas dos bairros por sempre nas brigas viver dizendo que estaria melhor sem eles por perto.
A casa deles seguiam o padrão do Haruno, os quartos com símbolos redondos pendurados nas paredes e colchões arrosados.
A sala possuia dois sofás com uma TV simples, com os dois banheiros seguindo padrões... um para o casal e o outro para os vizitantes.
O Quarto de Hana hávia uma janéla gigante que ligava também a varanda quando ela decidia tomar um ar depois de uma boa briga com os pais.
Mas no fundo todos se amavam e Hana era simplesmente agradecida por ser bem cuidada, mas ainda além dos seus pais se mentia sempre em uma briga com os vizinho encheridos.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 3/1/2016, 03:32


Mas um dia havia se passado em Konohagakure No Sato.

Para muitos tudo parecia normal, como um dia qualque para alguem que trabalha e recebe seus dinheiros de acordo com os numeros de mercadorias vendidas.

Tudo parecia completamente normal, com várias pessoas guardando as suas coisas ao anoitecer. Mas para Hana tudo parecia diferênte, seu dia estava completo. Ele realmente era o "seu" dia. O dia em que sempre sonhava quando era criança.

Além de ter sido um ótimo dia, também tem sido exaustivo para a Haruno. E nada mais poderia estragar o seu dia... mesmo quando chegasse em casa..

- Hana! Aonde é que você estava a essas horas?! - Perguntava com intenção de estabanar a Hana - Você sabe como me deixou preocupada ficando ausênte o dia todo?! Aonde você comeu menina!?

Hana então não aguentava mais aquelas perguntas frequêntes que já iniciava novamente uma briga.

- Pare de me pertubar! Não vê que não tenho energia pra isso?! - Afirmava com um tom bem alto tendo o seu temperamento desequilibrado pela exaustão.

- Não grite assim com a sua mãe menina! Ou eu te acerto os dentes em! Você não vê que estavamos preocupados?! Você some assim do nada? - O Pai falava em um tom agressivo e alto com a Hana, e isso atraia os olhares e cabeças dos vizinhos, dando apenas para escutar o vidro da janela sendo aberto para os enxeridos bisbilhotarem a conversa.

- Eu tive que abandonar o mercado pra ir te procurar! Sabe o quanto de fregues eu perdi hoje? Tudo a sua culpa! - O Pai já pegava forte nos braços de Hana e sacodia fortemente e o apertava a ponto de deixar vermelho.

- Seu idiota!!!! - Hana dava as costas e pegava na maçaneta - Nunca mais toque em mim.. - Hana finalizava a frase com um tom meio manso e ao mesmo tempo nervoso que já batia a porta com tudo.

- Idiotas... Viveria melhor sem eles... - Hana dizia com um tom bem baixo apenas para ela mesma escutar e ficar satisfeita consigo mesma.

A jovem Haruno já ia indo em direção da sua cama na qual já se jogava de cabeça. Já em seguida voltava a sua cabeça para cima e ficava observando o teto do seu quarto por poucos segundos, lembrando da Sakura e sorrindo de uma forma sincera como se os problemas da sua casa fosse lentamente esquecidos, isso também ajudou devido o seu treino que manteve concentrada ficando completamente de repouso e pensativa.

Mas tarde, o pai se aproximava da porta e pousava seu rosto nela.

- Filha eu não... me desculpe - O pai falava em um tom meio seco devido o seu orgulho e deixava a filha sozinha. Já a mãe ficava na sua com vontade de bater no quarto e abraça-la.. uma coisa que ela não fazia desde pequena.

- Parece que a nossa garotinha se tornou Gennin! - Falava a mãe dela tendo a atenção voltada para o seu marido. - Sim... ela nos orgulhou de certa forma - Finalizava o que a mãe hávia comentado com um tom satisfatório e feliz.

Hana se mantia de olhos fechados e tentava relaxar ao máximo, aguardando ambos dormirem para iniciar o seu banho que seria logo após daqui alguns minutos e junto acompanhado a uma boa noite de sono
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 3/1/2016, 15:32


Hana hávia tomado o seu banho confortável que aparentava dar mais um início no seu dia comum, mas como primeira vez Gennin. A rotina era como sempre.. acordar, comer, escovar os dentes e assistir TV.

Hana estava completamente satisfeita depois com o treino que recebeu da atênciosa Haruno que parecia sempre ocupada aonde um encontro seria meio difícil. Mas nada que impessa a jovem de receber conselhos agradáveis de Sakura.

Hana então relembrou os momentos em que a Kunoichi estava recebendo a missão para curar as pessoas de Konoha. Sendo assim, uma idéia surgio em sua mente que nunca parava de pensar;

- E se eu fosse fazer uma visíta no hospital... será que ela ainda estária por lá cuidando dos paciêntes? Acho que seria meio egoísta.. mas não fará mal - Dizia Hana para sí mesma enquanto a sua mãe passava pano pela casa toda.

Logo então, a Haruno levantou do seu sofá e começou a andar em direção de sua cozinha. Iniciou um tipo de "caça a cozinha" com o intuito de ter algo que seria agradável para a sua amada, as pisadas fortes e impaciênte com o cheiro do produto da sua mãe lhe deixava enjoada. Fazendo com que os pisos ficasem a marca do pé acompanhados com um barulho irritante de eucalípto.

- Menina! Eu to limpando a casa, não ta vendo?! - Disse a senhora Haruno já irritada com a situação toda.

Hana parecia ignorar oque a mãe dizia tentando se manter calma para não começar o seu dia já com uma boa briga famíliar.

- Parece que temos bastante maçã! - Dizia Hana as observando de uma maneira analista levando uma de suas mãos em direção das maçãs e pegando as mais maduras e avermelhadas possíveis e pondo em sua sexta que estava ao lado da mesa.

- Estou saindo de casa! Volto logo![/color] - Dizia em um tom alto e com uma voz cansativa de ter que informar a mãe.

Hana então estava saindo da sua casa com uma camisa com um amarélo claro e de manga, com um tipo de colete sem manga que possuía uma cor scarlet, dando mara visualisar as mangas amarelas de sua camisa por baixo.

Já por baixo, estava vestida com uma saia preta. Hana dava inicio aos seus passos de casa para a rua, aonde parecia andar trânquilamente pelas ruas do seu bairro com a cesta em sua mão dobrada com uma aparência bem notável e satisfeita do seu descanso.

- Certo.. Estou preparada para mais um dia! Vamos ver o que me aguarda hoje - Hana então caminhava em direção do hospital de Konohagakure No Sato, sem se importar com os olhares dos vizinhos que poderiam atrapalha-la nesse caminho desagradável
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 5/1/2016, 00:23


Hana estava passando por mais um dia de treinamento como ninja de Konohagakure No Sato onde era acompanhada pelos livros que a empoeirava toda causando uma certa sessão de espirros.

Chegando em casa, começou a ouvir os vizinho cheretando das brigas nas noites passadas.

" Você soube? Finalmente ele bateu na filha. " / " Ela bem que merecia em " já outros... " Ah ela esta totalmente certa! Quem aguentarinha queles enjoados... ficam tagarelando o tempo inteiro e parecem que engoliram o rádio e ainda pior.. parece que eles não tem o controle de voz. "

- Hey! Calem a boca.. não tem nada pra fazer não?! - Prosseguio o seu caminho sem olhar para tras depois.

Hana avistava a sua casa e soltava um suspiro forte antes mesmo de chegar até lá, sendo assim a jovem teve que retornar o seu caminho passando pelo jardim colorido da sua mãe e já abrindo a porta da sua casa.

- Hanaaaa! Preciso que você limpe o banheiro agora! E que diabos de poeira é essa?! Vai empoeirar tudo! Some com isso daqui agora! - Gritava a dona Haruno.

- Ah mãe! Não me enche, ta? Isso aqui será necessário pra ficar o mais longe possível de vocês seus chatos... - Finalizava a frase empoeirando a sala toda e batendo a porta bem na fuça da mãe que estava prestes a dar uma boa surra na filha.

Hana deixava os livros sobre o cômodo do seu quarto deixando ele praticamente quase todo empoeirado. Ainda de pé, estava incomodada pelo produto de limpeza que sua mãe havia passado pelo piso todo do seu quarto deixando-a com uma certa ãncia de vômito.

Após passar pelo cheiro que hávia "dobrado" o seu estômago, a jovem tentou se afastar daquele cheiro onde passava para a sua pequena varanda no segundo andar onde fica o seu quarto. Um forte vento passava pela região quando naquele exato momento ela fechava os seus olhos e relaxava ao máximo sentindo aquele cheiro de mato tendo um certo contato com a natureza devido as arvores "dançarem" causadas pelo vento e espalhar folhas pelas ruas do seu bairro.

Os fios arrosados de certa forma dançavão em volta de Hana com raízes da ponta encostando na vidraçaria do seu quarto, onde permanecia quieta e de repouso tendo em mente de um futuro banho mais próximo possível.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 5/1/2016, 01:48


Hana Saía do seu banho enrolada na toalha com o banheiro todo afumaçado. Ela então enrolou a toalha em seu cabelo e pegou na maçaneta e girou já saindo de lá enquanto ambos dos seus pais haviam já dormindo no quarto.

Hana foi silênciosamente com as pontas dos péis até o seu quarto enquanto o seu piso fazia um barulho como se fosse uma mola dando cada estalo enquanto a jovem andava. Já no seu quarto foi em direção do guarda-roupa e colocou seu uniforme de Kunoichi como sempre o mesmo.

A Haruno então recorreu em direção da sua varanda realizando um salto mortal para fora de sua casa, enquanto ia caminhando pela rua deserta ainda não tinha colocado a bandana em sua cintura que ainda estava em sua mão.

- Não tenho tempo a perder! Tenho que treinar o meu físico! - Finalizava a frase dando um nó e apertando a faixa acompanhada com alguns equipamentos necessários no momento.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 7/1/2016, 04:07


Os sons das pegadas de uma kunoichi era escutada lentamente pela rua da vizinhança, dando para ver uma sombra ainda segurando a kunai lançada pelo Senju que em seguida guardava.

Tudo desertada apenas com luzes ligadas ao lado de fora de suas casas. Como seu pais pensavam que a jovem estava dormindo naquele momento, eles trancaram a porta da frente da sua casa assim como seu jardim gracioso.

Hana então deveria cometer um salto que à levaria diréto para a varanda do seu quarto; A kunoichi foi obrigada a comete-lo mesmo estando em um estado não positivamente ela chegou por cima da vidraçaria perfeitamente, esticando seus pés e passando diretamente para o seu quarto arrosado.

Sem muito esforço, a jovem ia cuidadosamente até a cozinha onde caçava algo que solucionasse a ferida profunda. Por baixo da pia, algumas ervas medicinais e podamas anti-inflamatório eram colocadas pela Dona Haruno. Uma mãe que não era iryou mais que tinha habilidades fantástica de produzir ervas medicinais.

Pegando tudo o que precisava ao acha-las por lá mesmo, se dirigiu ao espelho do seu banheiro aonde ia descendo a sua blusa com o seu sutiã preto dividindo o corte profundo com o nome. Em seguida Hana desceu o elastico da parte direita e se virou-se para que pudesse visualiza-las com o apoio do seu ombro firmando o seu rosto com o queixo por cima.

A Dona Haruno hávia feito um pó de ervas que estavam sendo socadas já pela sua mão que usava como tempeiro nas jantas. Acreditava-se que aquelas ervas tinha uma potência sobrenatural capaz de ajudar médicas iniciântes a curar feridas mais rápido. Sendo assim elas eram muito raras que possuía apenas nos jardins Hyuuga e da Dona Haruno já que seu pai trabalhava com isso em seu mercado colhendo sementes e vendendo com o que achava pelos arredores. Já que o clima exigia muito da sobrevivência delas já que eram plantas fabulosamente poderosas e muito sénsivel.

Hana então havia pego o pote e virado ao lado contrário cobrindo a sua ferida lhe fazendo cair em rios de dores.

- Gwhhrr!!! Tenho que iniciar a transição logo antes que toda a particula caía e perca o efeito.. afinal, são horas para se esfalerar!

No momento em que a jovem estava falando, tirou o pote que estava cobrindo o seu machucado onde lentamente algumas musculaturas dos pedaços de ervas iam caindo até que a jovem segurava a sua mão buscando uma posição firme e um jeito de evitar o contato com a sua pele suada com os ferimentos para conseguir relaxar.

Hana firmava de um modo leal para as ervas medicinais raras onde começava a manipular o seu próprio corpo com o seu ferimentos trabalhando seu organismo aumentando a capacidade de cura a ponto de apenas cicatrizar em forma de cascas.

- Preciso relaxar mais! - Hana então mantia a sua mão e se descuidava um pouco ao tirar suas vesteis e iniciar um banho bem quente e relaxante na banheira sem ao menos esperar a torneira "inundar" a banheira onde a kunoichi estava debruçada adiânte do seu relaxamento tirando todo aquela dor do seu corpo e o suor da morte.

                                                 Status Hana
                                      HP: 200/100
                                      CH: 200/150
                                      ST: 200/200
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 7/1/2016, 21:18


~ Treinamento Iryou ~

Hana estava sobre sua cama pensativa aponto de pensar noque iria fazer de treinamento a partir de agora. Ela estava confusa se realmente Suyo iria "visita-la" para dar inicio aos treinamentos como combinado, mas parecia que Hana não estava querendo muito esperar para dar inicio ao seu futuro shinobi onde começava a pegas os livros em que alugou por um mês na biblioteca onde dava início ao livro do corpo humano.

Hana passava suas mãos por cima da capa do livro levantando a poeira toda que logo tomava conta de uma boa parte da sua cama arrosado, ela então dava inicio na leitura estudando cada parte e fechando o livro para ver se conseguia aprender realmente o que ambas as gigantescas e minusculas palavras.

- Então esses são os ossos do crânio. - Prosseguia o seu estudo iryou indicando e observando as regiãos por imagens e escritas numeradas. - Arieta, temporal, occipital, esfenóide, etmóide.

Um conjunto de nomes complexos davam um certo nó na cabeça de Hana que não desistir e persistia mantendo um contato com um olhar exagerado e tendo a sua atenção voltada para o livro se passando mais ou menos 50 minutos que estava lendo tais informações. Até que iniciava os ossos faciais. Zigomático, maxilar, nasal, mandíbula, palatino, lacrimal, vômer, concha nasal inferio. Os dos ouvidos: martelo, bigorna, estribo até que chegava no pescoço: hióide.

Na cintura escapular:  clavícula, escápula. No tórax: esterno, costelas. Na coluna vertebral: vértebras cervicais, atlas, áxis , vértebras lombares, vértebras torácicas. Nos braços: úmero, côndilo do úmero, cúbito, cabeça do rádio. Nas mãos: escafoide, semilunar, piramidal, pisiforme, trapézio, trapezoide, capitato, hamato. Ossos do metacarpo: metacarpicos. Ossos dos dedos: alange proximal, falange média, falange distal. No pélvis: osso do quadril (formado pela fusão, no final da adolescência, do ossos ílio, ísquio e púbis), sacro cóccix.

Aquilo tudo dava um certo bug em Hana, mas era o que ela tinha que passar... depois de horas a jovem ficava com a sua cabeça doendo por ter passado a tarde inteira lendo tudo a respeito de ossos sendo frágeis, fortes e fatáis depedendo do local onde é atingido e da circulação de chakra com o seu outro livro médico ao lado.

Dias atras de noites estavam passando, a Haruno mal saía do seu quarto.. quanto menos da sua asa. Ela almoçava lendo e jantava lendo. De certa forma, Hana estava sem tomar banho por quatro dias concecutivos onde então não aguentava aquele desgaste todo e ia levantava da sua cama tendo um certo chique térmico onde se apoiava um pouco na porta do seu quarto devido passar quase uma semana "presa" em seu quarto dando conta dos livros gigantesco que iria poder não só ajuda-la em certas operação mas também como batalhas. Hanacoçando os olhos e bocejando onde pegava café e fazia o retorno para o seu quarto se sentando e respirando profundamente e liberando o ar onde já focava no livro de um ângulo confortável devido seus conhecimentos adquiridos algumas semanas atras. Por dias as cenas se repetiam, uma sessão de cafés eram tomadas para manter a jovem atíva que quase o tempo todo cochilava

As imagens do corpo humano aberto, fotografias, ossos e assim como objetos e como deveria ser iniciado e a delicadeza explicando exatamente no outro livro de medicina que estava um pouco mais avânçado doque o seu nível. Mas a jovem percistia em ler aquele alto nível e retornava para os ossos humanos parando exatamente nas pernas e dando continuídade dos ossos que estavam apresentando a Haruno... fêmur, articulação do quadril, trocânter maior do fêmur, côndilo do fêmur, patela ou rótula, tíbia, fíbula ou perônio. No pé: calcâneo, tálus, navicular, cuneiforme medial, cuneiforme intermédio, cuneiforme lateral, cuboide. Ossos do peito do pé: metatarsais. Ossos dos dedos do pé: falanges proximais, falanges médias, falanges distais.

O esqueleto infantil e adolescente possui os seguintes ossos em complemento em que Hana leu acima como as  vértebras sacrais, que se fundem nos adultos para dar forma ao sacro , as vértebras coccígeas, que se fundem nos adultos para dar forma ao cóccix e as ílio, ísquio e púbis, que se fundem nos adultos para dar forma ao osso do quadril.

Hana em seguida retornava para o segundo livro médio já falando um pouco mais doque faltava completar sobre operações, materias e controle de chakra tendo uma certa concentração a respeito de um nome da técnica que estava preste a conhecer na qual falava para seguir as codernadas em tais momentos de machucados ou para manter o sangramente como kit de primeiros socorros e demostrações com figuras realistas de fatos acontecidos. Tendo muitas imagens de hemorragias internas e externas. Cada ângulo da imagem era possível vizualiar o lacal certo e a suavidade de tratar e levar o paciênte no hospital ou melhor... trata-lo por alí mesmo.

Hana então se interessava mais por aquele livro que envolvia mais iryou doque o primeiro livro que envolvia uma certa batalha com iryou ninjutsu após receber conhecimento de ossos frágeis e pesados. Após ter estudados os ossos da cabeça aos péis ela então estava mais focadas em ninjutsus médicos como uma das informação de batalhas que lhe atraíam lhe dando um certo plano futuramente para que a Doutora pudesse ensina-la.

Hana então passava para um parte de paciêntes críticos como doenças normais e infelizmente frequêntes... Apesar de todos os avanços médicos e tecnológicos das últimas décadas, o câncer ainda é considerado tabu para a maioria das pessoas. Assim, quando o indivíduo descobre-se portador da doença, por vezes depara com uma espécie de “conspiração do silêncio”, o que pode prejudicar o tratamento e provocar consequências psicológicas profundas. Por outro lado, a equipe médica nem sempre está preparada para transmitir ao paciente informações claras, precisas e verdadeiras. Partindo de uma experiência de mais de 30 anos com pacientes oncológicos. Hana então observou bem o livro e começou a ter uma certa noção de como deveria seguir seu tratamento com pessoas de doenças a respeito, aqui como estabelecer e manter uma comunicação respeitosa e franca com o portador de câncer. Além de ensinar técnicas que ajudam na transmissão de informações e como quase sempre difíceis, o livro te abordava a comunicação de como forma de tratamento, os entraves a ela, as possíveis soluções e os aspectos legais ligados ao exercício da medicina.

Hana então lia a respeito da turbeculoze aonde tomava e se aprofundava mais ao conhecimento dessa doença... Onde trata-se de um estudo descritivo explicativo com enfoque quantitativo realizado e todos os hospitais de Konoha. Os objetivos eram analisar as causas da não-adesão ao tratamento; determinar algumas características dos pacientes que abandonaram o tratamento da tuberculose; comparar informações sobre o abandono do tratamento registradas nos prontuários, com informações obtidas junto aos pacientes. Compuseram a amostra 25 casos de tuberculose de ambos os sexos, 22 da forma pulmonar positiva, 1 da pulmonar negativa e 2 da extrapulmonar que receberam alta por abandono do tratamento. A média de idade da amostra foi de 30,48 anos.

Sobressaíram-se os agravos associados como a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida e o alcoolismo. A maioria utilizou tratamento com Rifampicina, Isoniazida e Pirazinamida com média geral de tempo de uso de 3,69 meses. Os motivos de abandono registrados nos prontuários e verbalizados pelos pacientes incluíram entre outros.. Mesmo que o Programa tenha dado o caso por encerrado como alta por abandono, o processo de comunicação entre o serviço e o paciente não deveria findar.

Hana estava já sobre-pressão, mas via como os paciêntes que tociam de uma forma frequênte e de um certo modo trágicos elas então tomava um certo conhecimento de indentificar a doença e alertar o seu possível paciênte logo cedo.

Hana estudava alguns dos animais da sua vila e as das demais levando em torno de quatro horas onde conseguia entender que a Toxina do escorpião ela era rica em aminoácidos que em seguida Hana por hoje dava um certo "basta" em seu treinamento e pegana no sono em seguida já por cima do seus livros medicinais que faltavam muitas paginas ainda por vim, mas aquelas que se foram já estavam em sua mente guardada e pronta para serem uteis.

                                          Status Hana
                                         HP: 200/200
                                         CH: 200/200
                                         ST:  200/50
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Sora em 8/1/2016, 00:07


Negado

Bom treino, bem descrito e com boa noção sobre o tal assunto. Vasta informação sobre medicina e partes do corpo humano, entre outros assuntos abordados.

Porém, status é uma área que apenas pode ser aprendido com um narrador, no caso você teria que estar a lado de uma mestre de iryo. Recomendo treinar tal área normalmente no hospital.

Estou disponibilizando um Link que fala sobre treino de Status. A área que fala sobre isso é Status - Regra especial

Link: Aqui
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 11/1/2016, 20:42


Hana havia já chegado em sua casa onde se repousava em sua cama e tentava buscar as suas fonte de energia com um bom gosto de sono.

Hana parecia estar exausta, pois reviver um peixe era um momento de concentração e cansaço. Sendo assim, estava Hana compartilhando esse momento de cansaço com a sua cama sem ao menos ter que gastar a sua aaliva com seus país.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Convidado em 12/1/2016, 02:24


Hana havia chegado em sua casa nas pressas e acompanhando um pequeno choro. Sendo assim ela percebeu que seus país havia dormido e então iniciou a sua coléta de bagagem abrindo o seu guarda-roupas e assim iniciando a sua jornada sem a sua família pelo bem dela.

Hana não tinha tempo para falar e sim agir... Afinal mal ela sabia quanto tempo o bushin iria restar. Sendo assim, Hana iniciou seu caminho e deixou a sua casa sem ao menos o seu cheiro pelo seu relaxamento com as coisas

- Desculpa pessoal... Por não ter sido uma boa filha oy algo que vocês merecem... Mas saibam de uma só coisa... Eu amo muito vocês!

Hana então virou o seu rosto acompanhada com lágrimas e o seu cabelo lhe cobrindo em quanto ainda caminhava nas sombra s até a sala do kage aonde a rua estava muito movimentada.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casa da Hana

MensagemPostado por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum